Governo do Maranhão recebe novos furgões e ônibus para transporte de custodiados

O Governo do Maranhão recebeu, nesta quarta-feira (20), 10 vans e 2 ônibus destinados ao transporte de detentos no estado. Os veículos são fruto de doação do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) e foram entregues à Secretaria de Administração Penitenciária (SEAP) pelo governador Flávio Dino.

Os ônibus possuem capacidade para 28 internos, dois compartimentos de cela, e além de adaptações no compartimento de escolta, permitindo melhor posicionamento dos policiais penais e melhor acompanhamento dos deslocamentos. Na ocasião, a SEAP também recebeu novos armamentos, sistema de rádio, equipamentos para monitoramento e munições.

“Estamos entregando equipamentos para que os servidores possam trabalhar com mais qualidade e também 12 novos veículos, que fazem parte de um processo, do qual haverá ainda a aquisição de mais 40 nos próximos meses”, afirmou o governador Flávio Dino durante a cerimônia.

Ainda de acordo com o governador, “a política penitenciária do Maranhão tem garantido até aqui bons resultados e esse trabalho vai continuar, porque isso é parte integrante de uma política de segurança pública em favor de toda sociedade”.

Desde 2015, a administração do sistema penitenciário vem fazendo investimentos na área, que tornaram o Maranhão referência nacional de boas práticas, inclusive  implementando políticas de trabalho e de educação dentro das unidades prisionais.

“Conjugando recursos humanos, recrutamento, qualificação, treinamento e recursos materiais nós temos conseguido nesses últimos anos fazer com que o sistema penitenciário seja visto como uma referência de boas práticas em nível nacional, seja no que se refere a implementação de políticas de educação e de trabalho, também no que se refere a sua função precípua, garantir o cumprimento da lei e das sentenças fixadas pelo poder judiciário”, comentou o governador Flávio Dino.

Para o secretário Murilo Andrade, todos os investimentos representam melhor qualidade no serviço prestado à sociedade. “Para a gente é de extrema importância receber esses novos equipamentos. Cada dia que passa, ficamos mais equipados e assim podemos prestar um serviço melhor para toda a sociedade. Com isso, ganha o sistema prisional, ganha o estado do Maranhão e a sociedade também”, comentou.

 

SEMAPA visita produtores da Zona Rural de São Luís

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria de Agricultura, Pesca e Abastecimento (SEMAPA) realizou uma visita, na manhã desta quarta-feira (20), aos produtores do Sítio Capixaba, na Zona Rural de São Luís. Na ocasião, o titular da SEMAPA, Liviomar Macatrão, acompanhado do secretário adjunto, Dilmar Araújo, e técnicos do órgão, fizeram um levantamento dos produtos cultivados na área. A ideia é realizar um trabalho de valorização da produção.

“Estamos seguindo uma diretriz dada pelo prefeito Eduardo Braide, que é maximizar a produção local. Todas as nossas visitas têm como finalidade valorizar e incentivar a produção de alimentos de São Luís”, disse o secretário.

O proprietário do Sítio Capixaba, José Maria, ressaltou a necessidade de estreitar laços entre os produtores e a Prefeitura.

“Existem muitos produtos que estão sendo buscados fora de São Luís, quando as nossas feiras poderiam ser abastecidas com a produção local. Esse tipo de valorização tem que partir dos gestores públicos. Por isso, essa visita hoje é muito importante”, reforçou.

 

Dr. Gutemberg acompanha início da vacinação contra a Covid-19

O médico e vice-presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Dr. Gutemberg, que esteve na linha de frente no combate ao novo coronavírus, fez questão de acompanhar os primeiros dias de vacinação contra a Covid-19, no Centro Municipal de Vacinação, localizado no Multicenter Sebrae.

O vereador Dr. Gutemberg somou forças ao prefeito Eduardo Braide e ao secretário de Saúde, Dr. Joel Nunes, nesse momento histórico para os maranhenses.  Ele também conversou com os profissionais de saúde, os primeiros a serem vacinados.

“Acompanhei de perto, nas Unidades de Saúde, toda a luta desses profissionais para salvar vidas. Fico feliz por encontrar aqui, amigos que atuaram de forma firme e solidária nessa batalha. Para combater esse inimigo invisível, temos que usar todas as armas disponíveis, tanto éticas como cientificamente comprovadas, além de políticas públicas para a população. Parabéns ao Prefeito Eduardo Braide pelo compromisso com a saúde e com o nosso povo. Estamos unidos na luta por uma saúde de mais qualidade e mais acessível.  A vacina significa esperança em dias melhores”, disse Dr. Gutemberg.

Na ocasião, Dr. Gutemberg também conversou com a infectologista Dra. Sirlane para esclarecer algumas dúvidas à população. A Dra. Sirlane pontuou que mesmo ao receber as duas doses da vacina, é preciso manter os cuidados sanitários essenciais: máscaras, lavar bem as mãos, álcool em gel e evitar aglomerações.

Ao longo de 2020, Dr. Gutemberg se envolveu ativamente nos debates sobre o novo coronavírus. O parlamentar teve atuação marcante tanto na Câmara Municipal, elaborando várias Leis para o período de crise, quanto nas mídias sociais e demais canais de comunicação para orientar a população sobre as medidas sanitárias e estudos científicos.

Dr. Gutemberg foi o primeiro vereador a falar sobre a importância do isolamento social para conter a disseminação do coronavírus e também solicitar a distribuição gratuita dos remédios protocolares nas Unidades de Saúde.

Além disso, o parlamentar pediu a suspensão da cobrança das tarifas de água e energia, durante 60 dias para as famílias de baixa renda, e destinou recursos para a compra de cestas básicas e aluguel social.

Para os profissionais da saúde, Dr. Gutemberg elaborou e aprovou na Câmara: Lei que autoriza 100% de adicional de insalubridade; Lei que prevê pensão a dependentes dos profissionais da saúde mortos pela Covid-19; Lei que autorizar o executivo a contratar hotéis para abrigar os profissionais da saúde, enquanto durar a pandemia, e o reajuste salarial para a classe.

 

“Maranhão deve se precaver contra a Covid-19” diz Erlanio Xavier, líder dos prefeitos do MA, após recomendação do MP contra festividades no carnaval

Em atendimento à recomendação do Ministério Público do Estado do Maranhão, as prefeituras do Estado do Maranhão devem se abster de promover quaisquer tipos de festividades ou eventos durante do Carnaval. A recomendação encaminhada pelo Procurador Geral de Justiça, Eduardo Nicolau, nesta segunda-feira, 18, está amparada em decretos federal e estadual de emergência de saúde em face da pandemia da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

“Neste momento em que assistimos com espanto e temor o crescimento do índice de pessoas acometidas pela Covid-19 em todas as regiões do Brasil, o Maranhão deve se precaver com maior rigor nas medidas protetivas contra a Covid-19”, ressaltou o presidente da Famem, Erlanio Xavier.

No documento, o procurador estabelece prazo imediato para tomada de providências por parte dos gestores municipais e órgãos do aparelho de Segurança Pública, incluindo também as promotorias de justiça. A recomendação é de que sejam negadas licenças e autorizações para eventos em âmbito privado que possam gerar aglomerações.

Para assegurar que haja cumprimento das restrições que os gestores municipais devem adotar, o Ministério Público orienta que sejam adotadas medidas administrativas e judiciais necessárias para impedir a realização de eventos carnavalescos com aglomerações. As fiscalizações ficarão a cargo da Vigilância Sanitária das secretarias de Saúde dos municípios que em caso de descumprimento devem encaminhar informações às promotorias e Procuradoria Geral de Justiça.

A partir das informações repassadas serão tomadas medidas no âmbito criminal pela Polícia Militar e pela Polícia Civil atuante nos respectivos municípios.

Governo avalia primeiro dia de distribuição das vacinas contra a Covid-19 no Maranhão

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, reuniu a imprensa na tarde desta terça-feira (19) para avaliar o primeiro dia de distribuição das vacinas contra Covid-19 no Maranhão. A entrega dos imunizantes teve início nas primeiras horas desta terça-feira e faz parte da execução da primeira etapa da Fase 1 do Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19, que irá imunizar 78.223 pessoas que fazem parte do público-alvo.

“Até o final do dia desta terça (19) pelo menos 15 das 19 Regionais de Saúde já haviam recebido os imunizantes. Nas outras quatro não foi possível fazer a entrega em razão das condições meteorológicas, teve muita chuva durante o dia e as aeronaves tiveram que parar. Então, ainda não conseguimos entregar as vacinas nas regionais de Presidente Dutra, São João dos Patos, Pedreiras e Codó”, contou o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

Pelo menos 160 cidades já receberam os imunizantes. A previsão é que amanhã seja finalizada a entrega em todos os 217 municípios do Maranhão, antecipando a previsão que inicialmente era de três dias para a distribuição.

“Normalmente, em uma campanha de vacinação de rotina, o tempo de entrega em todo estado leva em média três semanas e nesta campanha deve levar apenas 36 horas, visto que estamos bem adiantados nesse cronograma”, completou Carlos Lula.

O secretário destacou ainda a dificuldade que os municípios estão apresentando em informar o quantitativo de vacinas já aplicadas. Por conta de problemas no sistema do Ministério da Saúde, os municípios estão realizando essa contabilidade de forma manual.

Os 217 municípios maranhenses que vão executar a vacinação contra a Covid-19 devem registrar os dados dos vacinados no Módulo Covid-19 do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SIPNI), desenvolvido pelo Ministério da Saúde.

 

Centro Municipal de Vacinação contra a Covid inicia atendimento em São Luís

O prefeito Eduardo Braide acompanhou, nesta terça-feira (19), o início do funcionamento do Centro Municipal de Vacinação, localizado no Pavilhão de Eventos do MultiCenter Sebrae, no Cohafuma. O local começou a receber os primeiros profissionais de saúde que serão imunizados contra a Covid-19 em São Luís. O Centro Municipal de Vacinação, que integra as ações do Plano Municipal de Vacinação para imunizar a população da capital contra o coronavírus, funcionará de segunda-feira à sexta-feira, das 8h às 17h.

“Como vínhamos dizendo desde o lançamento do Plano Municipal de Vacinação, iniciamos a imunização na nossa cidade assim que as doses das vacinas chegaram. Nossa previsão era começar na quarta-feira (20), mas felizmente conseguimos antecipar para hoje (19), trazendo uma dose de esperança para a nossa população. Inicialmente, estamos vacinando os profissionais da linha de frente da saúde, mas vamos aumentar nosso público-alvo e locais de vacinação à medida que mais doses da vacina forem chegando para podermos alcançar o maior número de pessoas possíveis”, destacou o prefeito Eduardo Braide.

O primeiro a ser vacinado no Centro foi José Maria Lima, 59 anos, porteiro no Hospital de Urgência e Emergência Dr. Clementino Moura (Socorrão II), onde já trabalha há 21 anos. Ele é hipertenso e felizmente não teve Covid-19. “Agora eu tô me sentindo muito aliviado e feliz. Vou continuar me cuidando e aguardar a segunda dose”, comentou. José Maria Lima foi para casa sem sentir nenhum efeito adverso.

Para a primeira etapa da campanha, São Luís recebeu 26.572 doses de vacina, desenvolvida por meio da parceria entre a farmacêutica chinesa Sinovac e o Instituto Butantan, com sede em São Paulo (SP). Com este quantitativo é possível imunizar mais de 13 mil pessoas, já que cada uma precisa tomar duas doses.

Neste primeiro momento da campanha de vacinação serão imunizados profissionais de saúde que atuam na linha de frente da pandemia (urgência, emergência, UTIs e setores Covid nos hospitais). Já na quarta-feira (20), a Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), anunciará quais os próximos grupos dos profissionais de saúde a serem vacinados. Todas as ações do Plano Municipal de Vacinação seguem as diretrizes estipuladas pelo Ministério da Saúde em seu Plano Nacional de Imunização.

 

O Centro Municipal de Vacinação

O Centro Municipal de Vacinação conta com 16 guichês de atendimento para o registro e triagem dos profissionais de saúde a serem imunizados. Com 10 salas de vacinação instaladas no local e 22 vacinadores disponíveis é possível aplicar até 200 doses de vacina por hora e atender até 2 mil pessoas por dia.

“O centro que montamos em São Luís é bem equipado, com capacidade de atender bem e de forma humanizada todos que vierem até ele. À medida que o ministério enviar mais doses da vacina vamos aumentando nossa capacidade de atendimento e avançando nas etapas do Plano Municipal de Vacinação sempre seguindo a diretriz do Ministério da Saúde”, informou o secretário municipal de Saúde, Joel Nunes.

Ao chegar ao Centro Municipal de Vacinação, o profissional de saúde passa pela primeira triagem, onde é verificado se ele tem a documentação necessária para ser vacinado. É preciso apresentar uma declaração atividade ou de lotação e um documento de identificação com foto, preferencialmente a carteira do conselho respectivo.

Em seguida, o profissional é atendido em um dos guichês onde é feito o registro da vacinação e o profissional recebe uma carteira informando a data da vacinação, o tipo da vacina, lote e fabricante. Após isso ele é encaminhado para a sala de vacinação onde recebe a primeira dose da vacina e é informado sobre a aplicação da segunda dose, que deve ocorrer após três semanas.

Depois de vacinado, ele segue para uma área onde permanece em observação durante alguns minutos até que seja verificada a ausência de efeitos colaterais. Após a checagem, o profissional de saúde pode seguir para as suas atividades de rotina.

Para ajudar as pessoas a relaxar o espaço conta com musicoterapia. Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) fica de prontidão, caso seja necessário prestar algum tipo de atendimento após a aplicação da vacina.

As pessoas do público-alvo que estiverem diagnosticadas ou com suspeita de Covid-19 devem permanecer em casa e em tratamento. Neste caso, a vacinação só pode ocorrer após 28 dias da suspensão de todos os sintomas.

Toda a estrutura do Centro Municipal de Vacinação foi pensada para garantir conforto, atendimento rápido, humanizado, seguro e acessível a quem se dirigir ao local. No local, foram dispostas cadeiras com distanciamento mínimo de acordo com o determinado pelas autoridades sanitárias para evitar aglomerações e organizar o fluxo de pessoas.

O uso de máscara no espaço é obrigatório e foram distribuídos totens com álcool em gel para que todos possam manter as mãos higienizadas. O espaço conta com sinalização e intérpretes de libras. Caso a pessoa tenha algum tipo de dificuldade de locomoção, o vacinador vai até onde o cidadão se encontra para que ele seja vacinado.

Nessa primeira fase, também, serão vacinados idosos com mais de 60 anos em instituições de longa permanência, que serão vacinados nos próprios locais por equipes específicas de vacinadores. A vacinação deste público começa na quarta-feira (20).

 

DIRETORIA DA ESA/MA CELEBRA CONQUISTAS DO ANO DE 2020 E COMENTA ALGUNS PLANOS FUTUROS NO COLÉGIO DE PRESIDENTES DE SUBSEÇÕES

O trabalho desenvolvido pela Escola Superior de Advocacia Prof. José Vera-Cruz Santana foi um dos destaques do Colégio de Presidentes de Subseções, realizado na última sexta-feira, 15 de janeiro. Na oportunidade, a Diretoria da ESA, representada pelo Diretor-Geral, Antônio Gaspar, e pela Vice-Diretora Geral, Lilianne Furtado, fizeram uma rápida retrospectiva com as principais ações de 2020 e algumas novidades para 2021.

Uma dessas novidades divulgadas em primeira mão durante o Colégio é a assinatura de convênio com a Faculdade CEST, que está trazendo o MINTER – Mestrado Interinstitucional para o Maranhão, em parceria com a Universidade Presbiteriana Mackenzie. As aulas serão, inicialmente, on-line, e, posteriormente, presenciais em São Luís.

Com o convênio, todos os advogados e advogadas maranhenses terão desconto de 15% no Mestrado, sendo assim uma grande conquista para a advocacia ter acesso a esse curso. “É uma medida que se faz necessária para a parcela da advocacia que deseja fazer esse Mestrado. Mais uma vez, a OAB se mostra catalisadora e fomentadora de cursos de mestrado extremamente relevantes para a classe”, comentou Antônio Gaspar.

Sobre as conquistas de 2020, foi dado destaque que, mesmo com a chegada da pandemia, a Escola não deixou de promover a capacitação para a classe, inovando e oferecendo conteúdos diversificados por meio virtual. Ao todo, foram 13 mil alunos qualificados, 515 horas de aula e 64 cursos, ações, lives e palestras em todas as Subseções.

“A ESA não parou durante a pandemia e modificou todo o seu calendário de atividades, adequando-se ao meio virtual. Por isso, é reconhecida por toda a Diretoria da Ordem e pelas Subseções. A capacitação da advocacia seguiu firme por conta de cada pessoa que faz parte da Escola”, comentou o presidente Thiago Diaz.

Sobre esse calendário rico de atividades acadêmicas desenvolvidas pela ESA no ano de 2020, o Diretor Geral da Escola, Antônio Gaspar, e a Vice-Diretora Geral, Lilianne Furtado, fizeram uma explanação aos presentes no evento.

“Ao longo de 2020, nós realizamos muitas atividades importantes para a advocacia, como o preparatório para seleção de mestrado, grandes congressos, cursos e ações para dar suporte à capacitação de cada advogada e advogado maranhense, que encontram na ESA um ambiente com fórum de discussões sobre a vida advocatícia e sobre outros ramos da atividade jurídica”, explanou Lilianne Furtado.

Por ser uma instituição academicamente livre e realizar toda a programação acadêmica da Ordem, o objetivo da ESA é sempre aumentar, expandir e ampliar, seja qualitativamente ou quantitativamente, a capacitação da Classe. Assim, um trabalho em colaboração com os demais setores da Casa enriquece e contribui com o processo.

E ao longo de todo o ano de 2020, houve esse apoio, tanto de outras ramificações da OAB, quanto de instituições externas à Ordem, que trouxeram resultados muito positivos. Diversos cursos foram pensados juntamente com comissões e subseções, como os eventos: Direito Tributário, o Elas no Empreendedorismo, Minicurso On-line de Direito Eleitoral, o Aprender em Família e muitos outros.

Ainda no evento, a Vice-Diretora da ESA, Lilianne Furtado, falou do andamento da organização dos cursos de capacitação que serão realizados ao longo de 2021 nas Subseções, já projetados. “Nós já temos pedidos das Subseções. Vamos continuar os cursos de forma on-line até segunda ordem em razão das medidas contra o coronavírus. Nós já estamos organizando todos os cursos e vendo a disponibilidade dos professores. Em breve, nosso calendário será disponibilizado. Aguardamos as sugestões de todos e vamos começar o ano com muito gás”, explicou a Vice-Diretora.

Por fim, o professor Antônio Gaspar contou que, em breve, serão disponibilizados cursos através do site da OAB. Notícia positiva para os profissionais que gostam do Ensino à Distância. “A advogada ou advogado poderá entrar no site da OAB, clicar na área de cursos e ser redirecionado a mais de 50 capacitações, muitos delas, gratuitas”, revelou Gaspar.

 

Othelino Neto acompanha chegada de lote da vacina contra o coronavírus ao Maranhão

O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), acompanhou, na noite de segunda-feira (18), no Aeroporto Internacional de São Luís, a chegada  do 1º lote das doses da vacina CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan, para a imunização contra a Covid-19. O chefe do Parlamento estadual estava acompanhado dos secretários Carlos Lula (Saúde), Jefferson Portella (Segurança) e Diego Galdino (Governo).

“É o início de uma vitória contra o coronavírus, que, infelizmente, tem afetado milhares de famílias no mundo inteiro. A vacinação em nosso Estado começa com cerca de 160 mil doses e a nossa expectativa é que, à medida que forem chegando novos lotes, mais maranhenses sejam imunizados”, afirmou Othelino.

Othelino Neto disponibilizou a estrutura e logística da Alema para o transporte das doses aos municípios maranhenses. “Por entendermos que é necessário uma ampla mobilização, oferecemos ao Governo do Estado veículos e o que mais fosse necessário para a chegada das doses às regionais. Todos juntos para combater esse inimigo invisível, mas cruel”, completou.

Após a aterrissagem da aeronave, as cerca de 160 mil doses da vacina foram levadas à câmara frigorífica do Hospital Genésio Rego, na Vila Palmeira. De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, as vacinas começarão a ser transportadas aos municípios a partir desta terça-feira (19).

“Já temos uma equipe pronta para separar as doses, de forma que possam chegar logo às regionais. Além dos aviões e helicópteros já disponibilizados, também contaremos com o apoio da Assembleia Legislativa, que nos dará esse suporte para agilizar o processo e fazer com que a imunização chegue o mais rápido possível ao interior do estado”, explicou Carlos Lula.

Os lotes de vacina CoronaVac chegaram sob a escolta da Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal. O secretário de Segurança Pública, Jefferson Portella, garantiu a continuidade da segurança na distribuição do imunizante aos municípios.
“Daremos toda a segurança policial, como foi estabelecido pela Secretaria de Saúde. Vamos garantir o transporte e a permanência segura no interior, para que a população tenha tranquilidade no acesso à esperada vacina”, afirmou Portella.

Ainda na noite de segunda-feira, profissionais de saúde do Maranhão receberam as primeiras doses da CoronaVac no estado.  A técnica de enfermagem Egle Maia Sousa foi a primeira maranhense a ser imunizada contra o coronavírus. Fabiana Guajajara, de origem indígena, da aldeia Arariboia; a médica infectologista Conceição de Azevedo; o fisioterapeuta Henrique Novaes sobrinho e a enfermeira Sônia de Matos também foram vacinados contra a Covid-19, em ato realizado com a presença do governador Flávio Dino.

 

Prefeito Eduardo Braide acompanha início da vacinação contra a Covid em São Luís

São Luís deu início na manhã desta terça-feira (19) à vacinação contra a Covid-19. A técnica de enfermagem Domingas Ramos Alves, 49 anos, foi a primeira profissional a ser vacinada durante o ato realizado no Hospital Municipal Djalma Marques (Socorrão I), no Centro. O prefeito Eduardo Braide acompanhou o início da campanha de vacinação na capital e informou que hoje também começa o atendimento no Centro Municipal de Vacinação, montado no Pavilhão de Eventos do Multicenter Sebrae, no Cohafuma. São Luís recebeu pouco mais de 26 mil doses da vacina.

“Demos início nesta manhã à nossa Campanha de Vacinação contra a Covid-19, trazendo esperança para nossa população de que esta pandemia vai chegar ao fim. Seguindo as diretrizes do Ministério da Saúde, vamos vacinar inicialmente os profissionais da saúde que estão na linha de frente da pandemia, que são aqueles que trabalham nas áreas de emergência, urgência, nas UTIs e no atendimento direto aos pacientes com Covid-19. Ao longo dos próximos dias vamos informar os demais públicos dentre os profissionais de saúde que serão vacinados já neste primeiro momento. Lembrando que à medida que novas doses de vacina forem chegando vamos ampliando o público-alvo da vacinação e descentralizando os postos de imunização pela cidade, conforme previsto no nosso Plano Municipal de Vacinação”, explicou o prefeito Eduardo Braide.

Domingas Ramos Alves tem 49 anos e é técnica de enfermagem há 16 anos, no Socorrão I. Moradora do Outeiro da Cruz, tem dois filhos. Ela teve Covid-19 no começo da pandemia. Tem hipertensão e é paciente cardiopata, já tendo feito três cateterismos. “Fiquei muito feliz por ter sido escolhida para representar São Luís e todos os profissionais de saúde nesta campanha de vacinação. Espero que cheguem mais doses e que todos possam se imunizar”, disse.

O primeiro lote de vacinas destinados a São Luís é suficiente para vacinar mais de 13 mil pessoas, contadas as duas doses necessárias para garantir que o cidadão esteja imunizado. Durante o início da vacinação o secretário Municipal de Saúde, Joel Nunes, destacou que a vacinação não significa o fim das medidas sanitárias preventivas à Covid-19. “Todas as pessoas que já estão sendo vacinadas, mesmo após tomar a segunda dose, devem continuar usando máscara, mantendo as mãos limpas com água e sabão ou álcool em gel, manter o distanciamento social e todas as demais medidas recomendadas pelas autoridades médicas”, destacou.

Seguindo determinação do Ministério da Saúde, o público-alvo da primeira fase da campanha de imunização serão os profissionais de saúde. Inicialmente, serão vacinados os que trabalham nas áreas de urgência, emergência, Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e no atendimento direto aos pacientes com Covid-19. Ao longo dos próximos dias outros grupos de profissionais de saúde também começam a ser vacinados. Estes profissionais serão atendidos no Centro Municipal de Vacinação, no Pavilhão de Eventos do MultiCenter Sebrae, Cohafuma, com funcionamento sempre das 8h às 17h.

Além dos profissionais de saúde, serão vacinados na primeira fase os idosos em instituições de longa permanência. A vacina que começou a ser aplicada na população da capital é a Coronavac, desenvolvida pela parceria Sinovac-Butantan. Todas as pessoas que tomarem a primeira dose deverão tomar a segunda após três semanas para que a vacina possa fazer efeito.

 

 

Prefeito Rigo Teles inicia vacinação contra Covid-19 em Barra do Corda

O prefeito de Barra do Corda, Rigo Teles recebeu, na manhã desta terça-feira(19), os kits com a vacina Coronavac. Um avião do governo do Maranhão, transportando a vacina Coronavac, do Instituto Butantan, chegou no aeroporto local por volta das 8:30h da manhã.

Ao lado da secretária Vanessa Ferry, do gestor regional de saúde Dilamar Filho e demais profissionais da saúde, Rigo Teles determinou o início imediato da vacinação.

O município recebeu 3.098 doses, sendo, 518 para os profissionais da saúde e o restante para população indígena e demais pessoas do grupo de risco.

Para marcar o início da imunização, três profissionais da saúde foram escolhidos para tomar primeiras doses, Fabrícia Marques de Macedo, técnica de enfermagem do Materno Infantil foi a primeira pessoa de Barra do Corda a ser vacinada, Aline Sobrinho, enfermeira do Materno infantil, a segunda e, por fim, Lucimar Alves Silva de Souza, técnica de enfermagem.