População de Paço do Lumiar vai fechar novamente a Odebrecht, nesta quinta (31)

A população de Paço do Lumiar, localizado na Região
Metropolitana da Grande São Luís, decidiu fechar novamente a empresa Odebrecht
Ambiental do Maranhão S.A, em protesto contra as tarifas elevadas, corte em
massa de água, ameaças e em virtude das práticas de corrupção apurados na
Operação Lava-Jato.
O advogado Domingos Dutra afirma que, após a constatação
de que a Odebrecht mantinha um “Departamento de Propinas” para vencer
licitações, passou a defender a saída da empresa do município.
“Até agora eu defendia apenas a redução das tarifas de
água, esgotos e outros serviços. Com a constatação de que a Odebrecht é a
empresa mais corrupta do Brasil, torna-se impossível a sua permanência em Paço
do Lumiar, uma vez que os serviços de água dizem respeito à dignidade humana,
sendo incompatível com a corrupção”, afirmou.
A vigília ocorrerá nesta quinta feira (31), a partir das
8h, na frente do escritório da empresa na Avenida 09, no Maiobão, e às 18 horas
haverá uma assembleia também na frente da Odebrecht para deliberações sobre as
propostas de anulação do contrato assinado com o prefeito de Paço do Lumiar.
No ato desta quinta feira será iniciada a coleta de um
abaixo-assinado a ser encaminhado para as autoridades públicas, solicitando a
anulação do contrato de 35 anos e a realização de uma nova licitação, “com
ampla publicidade para a escolha de uma empresa limpa para cuidar do saneamento
básico de Paço do Lumiar”.
Segundo Dutra, como o prefeito, o vice-prefeito e os
vereadores de Paço do Lumiar estão em silêncio, “resta ao Poder Judiciário
anular uma licitação simulada, fictícia, sob suspeição e dirigida para
favorecer a Odebrecht em prejuízo da dignidade da população de Paço do Lumiar”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *