Em São Paulo, Rubens Jr visita Instituto Butantan e conhece vacina 100% brasileira

O secretário de Articulação Política do Maranhão, Rubens Pereira Jr, acompanhou o vice-governador Carlos Brandão e o secretário estadual de Saúde, Carlos Lula, em visita ao Instituto Butantan, em São Paulo  para conhecer a primeira vacina cem porcento brasileira, a Butanvac, produzida pelo Butantan com tecnogia nacional.

O secretário parabenizou o trabalho do Instituto e destacou o empenho do governo do Maranhão em acelerar o processo de vacinação no estado. “O governador Flávio Dino tem demonstrado toda sua pressa em garantir a maior quantidade de vacinas para a população maranhense, por isso estamos aqui, para conhecer a Butanvac e tentar garantir sua compra para que possamos voltar à rotina o mais breve possível” ressaltou Rubens Jr.

O vice-governador Carlos Brandão destacou o pioneirismo do Instituto Butantan na produção de vacinas e ressaltou a importância da Butanvac para todo o país. “Viemos conhecer a vacina brasileira do Instituto Butantan e esperamos poder contar com ela no combate ao coronavirus também no nosso estado, estamos animados com essa possibilidade” declarou Carlos Brandão.

A comitiva esteve ainda com o governador de São Paulo, João Dória (PSDB), que não tem medido esforços para garantir a produção da vacina e combater o vírus. “Assim como o governador Flávio Dino, temos uma aliança em favor da vida, da saúde e a proteção às pessoas, por isso demos todo o suporte ao Butantan e aos estados, como o Maranhão, que mostraram interesse em adquirir as vacinas e garantir acesso à sua população” afirmou o governador João Dória.

A vacina encontra-se em fase de testes antes de ser submetida as autorizações da Anvisa e liberada para a vacinação geral.

Também estiveram nas agendas os secretários Marco Vinholi, Secretário de Desenvolvimento Regional do Estado de São Paulo, Antônio Imbassahy, Secretário especial e chefe do Escritório de Representação do Estado de São Paulo em Brasília, Cauê Macris, Secretário da Casa Civil e Jean Gorinchteyn, Secretário da Saúde de São Paulo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *