OAB MARANHÃO PARTICIPA DE REUNIÃO PARA DEFINIR AÇÕES DE TRABALHO DA REDE DE PROTEÇÃO DA PESSOA IDOSA

OAB Maranhão, por meio da Comissão Estadual do Direito da Pessoa Idosa, participou de uma reunião com representantes  das instituições que integram a Rede de Proteção e Defesa da Pessoa Idosa (Renadi) na sede da Procuradoria Geral de Justiça, em São Luís, para traçar estratégias conjuntas em benefício dos idosos no Maranhão.

A Renadi é composta por órgãos, entidades e instituições atuam no estado do Maranhão e no município de São Luís. A importância de cada órgão e instituição é horizontal, ou seja, todas têm a mesma importância dentro do Sistema de Assistência e Proteção e uma depende da outra para funcionar.

Quando foi criada, a Renadi se dividiu em sete eixos temáticos para articular suas atividades e facilitar a sua atuação. São eles: coordenação; defesa, proteção e controle social; controle do sistema de justiça; cientificidade; reguladores; articuladores; executores e abrigamento. A OAB Maranhão integra dois desses eixos: o primeiro está voltado para a Defesa, Proteção e Controle Social; já o segundo atuará no Controle e Sistema de Justiça.

A reunião ocorrida serviu para apresentação da estrutura da Rede para todas as instituições envolvidas e, juntas, definiram as próximas ações da Rede.

A presidente da Comissão Estadual do Direito da Pessoa Idosa, Déborah Cartágenes, destacou a importância da Renadi com todos os seus órgãos e instituições para trabalhar em prol da pessoa idosa.

“Nessa reunião, reforçamos a importância de todos os órgãos e instituições que compõem a rede de Proteção da Pessoa Idosa no Estado do Maranhão e no Município de São Luís. A RENADI é a rede mais articulada dentre as várias redes de proteção que existem hoje. Todos os órgãos e instituições estão interligados entre si e desempenham funções próprias. Tendo em vista a dimensão desse cenário da pessoa idosa, decidimos fazer o desmembramento das tarefas para que possamos trabalhar melhor”, ressaltou Deborah Cartágenes.

O Ministério Público do Maranhão, por meio do procurador-geral de justiça, Eduardo Nicolau, reforçou o total apoio da instituição à Renadi, colocando-se à disposição para sediar reuniões e colaborar ainda mais para o trabalho em rede. “Trabalhar na defesa do idoso significa trabalhar em defesa de toda a sociedade”, avaliou Eduardo Nicolau.

O presidente do Conselho Estadual dos Direitos do Idoso, Glécio Silva, avaliou como positiva a reunião. “Cuidar da população da terceira idade e garantir seus direitos é obrigação de todos. Precisamos garantir institucionalmente que o envelhecer seja saudável”, ressaltou Glécio.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *