Corregedoria instala Núcleo de Apoio às Unidades Judiciais nesta sexta (16)

A Corregedoria Geral da Justiça do Maranhão (CGJ-MA) vai instalar o Núcleo de Apoio às Unidades Judiciais (NAUJ), nesta sexta-feira (16/10), às 10h, em solenidade no 1º andar do Fórum Desembargador Sarney Costa (antigo Forinho), onde vai funcionar a nova unidade. O projeto visa contribuir para a diminuição do congestionamento processual nas unidades judiciárias maranhenses.

A decisão para implantação foi tomada no início da tarde desta quarta-feira (14/10), pelo corregedor-geral da Justiça, desembargador Paulo Velten, após apresentação do projeto de funcionamento do Núcleo. A exposição foi feita pelo juiz Rodrigo Nina, a quem caberá a coordenação executiva dos trabalhos iniciais.

Visto como um avanço pelo corregedor-geral, o novo modelo do Núcleo terá procedimentos de trabalho focados apenas nos processos virtuais. Isso vai garantir que todo o trabalho desenvolvido aconteça sem a necessidade de deslocamento pelos servidores que vão compor o NAUJ. Além disso, será possível obter todos os dados necessários de forma rápida e prática, diretamente no Sistema de Processo Eletrônico (PJe).

Segundo Velten, o modelo de trabalho adotado está alinhado com as mudanças exigidas dentro da nova ordem social estabelecida. Ele destacou que os trabalhos desenvolvidos terão mais efetividade na prestação da Justiça à sociedade, ao mesmo tempo em que assegura economia financeira e de tempo, uma vez que não haverá necessidade de deslocamento de equipes.

A proposta de trabalho consiste em uma atuação conjunta e está inserido ao modelo estabelecido pelo corregedor-geral para o Biênio 2020-2022, que é de promover a integração nas ações de aprimoramento da Justiça.

EXECUÇÃO

Reformulado no último mês de setembro, por meio do Provimento 45/2020 da Corregedoria, o NAUJ é presidido pelo corregedor-geral da Justiça, e tem sua coordenação dividida entre o juiz coordenador do Planejamento, Nilo Ribeiro Filho, e o juiz coordenador dos trabalhos do Núcleo, Rodrigo Costa Nina. A iniciativa está alinhada com a Política Nacional de Atenção Prioritária ao Primeiro Grau de Jurisdição, definida pelo Conselho Nacional de Justiça por meio da Resolução 194.

De acordo com a proposta apresentada, a Coordenadoria de Planejamento atuará na identificação e diagnóstico das unidades com maior taxa de congestionamento a partir dos dados extraídos do Sistema PJe. Em seguida, será definida a unidade a ser contemplada e a equipe passará a trabalhar de forma imediata nos processos eletrônicos.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *