Comunidade, academia e Governo debatem ações de habitação no programa Nosso Centro

As políticas públicas de valorização e revitalização do Centro Histórico de São Luís são pauta comum nos debates em todos os lugares, e a academia está presente neste processo. Por isso, a Secretaria de Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid), em parceria com a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Estadual do Maranhão (FAU-UEMA) realizou, nos dia 9 e 10 de outubro, o workshop sobre o Cheque Minha Casa Centro, que é a aplicação do programa Cheque Minha Casa, dentro do âmbito do programa Nosso Centro.

Para explicar tudo e responder perguntas, o secretário da Secid, Rubens Pereira Júnior, e a equipe da secretaria, participaram na manhã desta quarta-feira (9) de um workshop sobre o Cheque Minha Casa. Na oportunidade, falaram para professores e alunos do curso, além de moradores da região sobre o programa Nosso Centro e toda as suas características, abrangências e polos de atuação.

A Secid falou também sobre o impacto e os benefícios do programa Cheque Minha Casa em melhorar a situação habitacional das pessoas que já moram no Centro e não tem condições financeiras para fazer as devidas melhorias em suas casas. Dentre as prioridades do programa, estão as melhorias sanitárias em residências que tenham pessoas com deficiência e mulheres mantenedoras do lar.

O secretário Rubens Júnior explicou o foco do programa Nosso Centro e de seu trabalho à frente da pasta. “Trabalhamos para combater os vazios urbanos por meio da revitalização do Centro Histórico de São Luís e do auxílio social a moradores da região”, declarou.

Ainda sobre os programas Nosso Centro e Cheque Minha Casa, o secretário destacou que é prioridade do governo Flávio Dino fomentar a política de desenvolvimento habitacional, econômico e turístico da região central de São Luís. “E, para isso, não estamos medindo esforços. Agradecemos também a participação da comunidade, e também da acadêmica, que apoia o projeto, promove os debates onde, juntos, encontram problemas e principalmente soluções”, disse.

A população tem um papel importante nessa composição de trabalho em torno do Centro de São Luís. Diálogos permanentes estão sendo realizados com moradores da região. Exemplo disso é a presença de representantes da sociedade organizado no workshop, por meio do morador do Denis Cutrin Lima, que vem acompanhando as ações da Secid. “É de grande importância esse diálogo. Assim podemos construir um caminho comum e debater as questões necessárias para o nosso Centro”, disse Denis Lima.

Cheque Minha Casa Centro

Por meio de dados apresentados pela equipe da Secid, foi constatado, através de pesquisa em andamento, as particularidades dos beneficiários. Dentre elas, a ausência de banheiros e questões de salubridade na moradia. Sendo assim, 44% dos beneficiários são portadores de deficiência física, 70% moram na casa há mais de 20 anos, 81% das casas têm problemas de insalubridade e 25% das casas têm problemas estruturais que, para os técnicos, é um número muito alto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *