Rigo Teles pede celeridade na apreciação de projeto que beneficia idosos e pessoas com necessidades especiais

O deputado Rigo Teles (PV) destacou o Projeto de Lei 285/19, de sua autoria, que dispõe sobre a obrigatoriedade das agências bancárias disponibilizarem um funcionário para atender nos caixas eletrônicos, principalmente nos horários de pico, pessoas com necessidades especiais e idosos. Ele solicitou que a Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa aprecie a proposição para que a mesma seja votada em plenário o mais breve possível.

Ao justificar o projeto, Rigo Teles enfatizou que muitos idosos ou até mesmo pessoas com necessidades especiais e, também, que fazem uso de cadeiras de rodas, têm dificuldades de se dirigir aos caixas eletrônicos para transações bancárias, muitas das vezes, precisando da ajuda de terceiros.

Rigo Teles afirmou que já presenciou, nas agências bancárias, idosos ou pessoas com necessidades especiais, pedirem ajuda a terceiros. “Isso não é legal. Não é normal a pessoa estar ali no caixa eletrônico com o cartão para fazer algum atendimento e pedir ajuda a terceiros. Pode ser que, nesse meio tempo, haja pessoas maldosas. Essas pessoas é que contribuem para que segurem tantos os bancos privados quanto os particulares. Por isso, peço à CCJ que aprecie esse projeto o mais rápido possível, para que nós possamos dar mais esse presente, valorizar mais ainda e reconhecer as pessoas que já têm uma idade avançada ou que têm necessidades especiais”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *