“OAB tem razão, os envolvidos deveriam se afastar das suas funções”, diz Bira sobre Moro e Dallagnol

O  deputado Federal Bira do Pindaré (PSB) destacou que é preciso que o ministro Sérgio Moro, Deltan Dallagnol e demais procuradores denunciados em reportagem do site The Intercept, sejam investigados. Segundo ele, foi quebrado o principio básico da magistratura, a imparcialidade.

 “Nesse momento conjuntural, de dificuldade que atravessa o Brasil, o melhor é passar nossa história a limpo. O que foi revelado agora com esses vazamentos das conversas tem que ser investigado. Juiz não pode ter lado, nem da acusação, nem da defesa. Se você não entende de direito, você entende de futebol. Nunca ninguém aceitou juiz vestir camisa de qualquer time”, exemplificou.

 No mesmo sentido, ele concordou com a declaração pública emitida pela ordem dos Advogados do Brasil (OAB). “É elementar que se investigue e, se houver irregularidade, é preciso que se puna. A OAB tem razão, o ministro e o procurador deveriam ser afastados de suas funções. Nós precisamos que a Constituição seja respeitada”, acrescentou.

 Comissão de Educação

 Durante votação do parecer do relator do Projeto de Lei 1497/2019 (PL 1497) que cria o Fundo para Expansão da Educação Infantil (FEEI) com recursos originários, em parte, da multa devida ao governo brasileiro pela Petrobrás; o parlamentar voltou a tratar sobre o assunto.

 “É preciso que a gente vire essa página (da corrupção) que atrasa o país e trava o nosso desenvolvimento. O que aconteceu neste final de semana é uma denuncia séria, que exige investigação rigorosa. Foi quebrado um principio básico da magistratura que é a imparcialidade”, disse.

 Ainda sobre o PL 1497, Bira destacou que a proposição tem o apoio completo e irrestrito dele porque, frisou, dá o destino certo para recursos que tentaram desviar para fins de interesse privado. Para ele, nada mais adequado do que destinar esses recursos para apoiar a construção de creches em todo país.

 “A OAB propõe o afastamento do ministro Moro e do Dallagnol das suas funções para que as investigações sejam feitas, e é isso que exige a democracia, a boa conduta, os bons princípios e a transparência para que a gente tenha um desfecho adequado para a história do Brasil. Nós não podemos ter uma condução no combate a corrupção com métodos que desrespeitem a própria lei e a própria constituição. Foi isso que aconteceu e que foi revelado para o mundo inteiro. Devemos reforçar essa posição”, acrescentou

 Aniversário da Educadora

 O deputado Bira do Pindaré ainda registrou o aniversário da Rádio Educadora pelos seus 53 anos. “Um abraço ao padre Paulo Roberto, ao padre Guto e a todos e todas a querida Rádio Educadora do Maranhão nessa resistência e nessa luta”, cumprimentou.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *