‘Arraiá do Povo’ 2019 contará com serviços médicos e segurança reforçada

O ‘Arraiá do Povo’ 2019 contará com serviços médicos e segurança reforçada durante toda a festança, que acontecerá nos dias 14, 15 e 16 de junho, no estacionamento da Assembleia Legislativa, ao lado do Complexo de Comunicação, com playground para a criançada e uma programação variada de grupos folclóricos regionais, cantores locais e nacional.

De acordo com o diretor de Saúde da Casa, Costa Júnior, os cuidados com a saúde dos visitantes será prioridade no arraial. Equipes formadas por médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e assistentes sociais estarão de prontidão todas as noites, do início ao final da festança.

“Teremos, também, uma ambulância à disposição para atender a todos os chamados, do mais simples ao mais complexo. Nossa equipe estará a postos para o atendimento que for necessário”, enfatizou Costa Júnior.

A segurança será reforçada em todos os cantos da Assembleia. Serão cerca 40 profissionais da Casa trabalhando no controle do trânsito, apoio às barracas e no entorno do estacionamento, onde haverá concentração do público e das apresentações.

Além disso, um detector de metal portátil também será usado para evitar a entrada de qualquer objeto que possa oferecer perigo. “Isso garantirá ainda mais que todas as pessoas que irão circular na área estejam completamente seguras. Nossa segurança estará atenta e vigilante para coibir qualquer tipo de abuso que venha a acontecer”, destacou Marcelo Jinking, chefe adjunto do Gabinete Militar da Assembleia.

Tudo pronto

A poucos dias do início do arraial, o trabalho de montagem da estrutura e das equipes não para. O palco está quase pronto, as bandeirinhas começam a dar outra cara ao cenário e as barracas já estão montadas para oferecer o que há de melhor das delícias típicas da temporada.

O público, além de se deliciar com as comidas, estará fazendo um ato de solidariedade, pois todo o dinheiro arrecadado com as vendas das barracas será revertido a entidades que atendem pessoas em situação de vulnerabilidade.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *