Família que morreu em desabamento de prédio no Rio será sepultada no Maranhão

Parte de uma família que morreu após o desabamento de prédios na Muzema, Zona Oeste do Rio, será sepultada na cidade de Pinheiro, no Maranhão. No entanto, ainda não há uma previsão para o dia do velório e enterro, já que familiares ainda tentam trazer os corpos para o estado. As informações são do G1MA

Menino Hilton, à esquerda, morreu na manhã deste sábado (13) no hospital para onde foi socorrido; a irmã dele, Isabele, escapou ilesa; a mãe dele, Maria Nazaré, e o pai, Hiltonberto, foram retirados dos escombros já sem vida. — Foto: Arquivo Pessoal

Menino Hilton, à esquerda, morreu na manhã deste sábado (13) no hospital para onde foi socorrido; a irmã dele, Isabele, escapou ilesa; a mãe dele, Maria Nazaré, e o pai, Hiltonberto, foram retirados dos escombros já sem vida. — Foto: Arquivo Pessoal

Os prédios caíram na manhã desta sexta (12) e as causas ainda são investigadas. O menino Hilton Guilherme Sodré Souza, de 12 anos, morreu na manhã deste sábado (13). Ele foi retirado dos escombroscom fratura em uma das pernas e ferimentos no rosto. Segundo os Bombeiros, ele estava consciente e foi levado para o Hospital Miguel Couto, na Gávea, mas não resistiu e morreu.

Menino é resgatado de escombros de prédios que desabaram no Rio de Janeiro
Jornal da Globo
Menino é resgatado de escombros de prédios que desabaram no Rio de Janeiro

Menino é resgatado de escombros de prédios que desabaram no Rio de Janeiro

Os pais do garoto, Maria Nazaré Sodré e Hiltonberto Rodrigues Souza, foram retirados já sem vida dos escombros. Os corpos deles, no entanto, só foram reconhecidos por parentes na manhã deste sábado (13). A caçula da família, Isabele, escapou ilesa porque foi retirada do prédio pelo pai instantes antes do prédio vir abaixo.

Da esquerda para a direita: Maria Nazaré (mãe)/ Hiltonberto (pai); Isabele (filha) e Hilton (filho) — Foto: Arquivo PessoalDa esquerda para a direita: Maria Nazaré (mãe)/ Hiltonberto (pai); Isabele (filha) e Hilton (filho) — Foto: Arquivo Pessoal

Da esquerda para a direita: Maria Nazaré (mãe)/ Hiltonberto (pai); Isabele (filha) e Hilton (filho) — Foto: Arquivo Pessoal

Falta de infraestrutura dificulta tráfego de veículos na BR-316 no MA

A falta de infraestrutura está dificultando o tráfego de veículos na BR-316. A principal rodovia que liga o Maranhão e o Pará está praticamente intrafegável perto da divisa entre os dois estados e nesse período chuvoso, além dos buracos, o motorista é obrigado a enfrentar muita lama.

No lado maranhense a BR-316 está cheia de buracos, mas quando o motorista chega a 50 km na divisa entre os estados toma um susto com a situação da pista que só piora. O motorista Raimundo Nonato Vieira diz está revoltado com a falta de condições. “Uma porcaria meu irmão. Uma vergonha isso”

Caminho de muitas ambulâncias que levam pacientes de cidades menores para os hospitais com mais estruturas, mas o doente sofre ao passar pelo local e quando chove a situação piora por conta das crateras.

Além dos buracos, a lama também toma conta da pista. É um caminhão atrás do outro ficando pelo caminho e quando um atola ao lado do outro a rodovia fica fechada e a fila vai aumentando. “O Maranhão está desse jeito. Os outros estados também tem buraco, mas não está igual isso aqui não. Não tem igual a isso aqui”, finalizou

Sobre a situação no trecho da BR-316, o O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) informou que a empresa responsável por esse trecho da BR-316 está realizando operação tapa-buracos, mas as chuvas intensas na região dificultam a execução dos serviços que, segundo o Dnit, só podem ser feitos em dias de sol, para garantir que o solo seja compactado na umidade correta e não provocar mais atoleiros.

g1

 

 

Antônio Pereira entrega ônibus escolares para a população de Buritirana e Cidelândia

O deputado Antônio Pereira (DEM) entregou no Palácio dos Leões, dois novos e modernos ônibus escolares para beneficiar centenas de estudantes residentes nos municípios de Buritirana e Cidelândia, localizados na Região Tocantina.

Os ônibus foram adquiridos em parceria com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). São equipados com assentos reservados, cintos de segurança, itens de acessibilidade e capazes de transportar até 44 passageiros, sentados.

A entrega dos ônibus foi feita pessoalmente aos prefeitos Vagtônio Brandão (Buritirana) e Fernando Teixeira (Cidelândia), na presença do vice-governador, Carlos Brandão, e do secretário de Programas Estratégicos, Luís Fernando Silva.

RECONHECIMENTO

Na ocasião, o deputado Antônio Pereira agradeceu ao secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, e ao governador Flávio Dino, por terem atendido ao pleito da população, e possibilitado a entrega dos dois ônibus escolares.

O democrata entende que neste momento de crise em todos os municípios, os ônibus são de grande importância para a economia das cidades de pequeno do porte, facilitando o acesso do aluno a escola e contribuindo para uma melhor educação.

Em nome do povo, os prefeitos agradeceram a Antônio Pereira e reconheceram que os ônibus vieram em boa hora, pois vão

aliviar a situação do transporte escolar nos municípios, que a partir de agora será fácil, ágil, confortável e seguro para os alunos.

Operação prende 177 pessoas no Maranhão

Resultados da Operação foram apresentados nesta sexta-feira (12).

Um total de 177 pessoas foram presas como resultado da operação Magni I, realizada pela Polícia Civil no interior do Maranhão. São mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão por crimes como homicídios, roubos e tráfico de drogas. A operação resultou, também, na apreensão de drogas e armas de fogo. O trabalho, executado em 20 regionais da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP), com a atuação de 700 policiais, é resultado da ação integrada, com o objetivo de cumprir mandados expedidos pela Justiça. É uma atividade que será permanente.

“É um grande avanço esse tipo de operação coordenada, focada no cumprimento de mandados. Dispomos de nossas equipes em campo e os resultados, em duas semanas de intenso trabalho, tem sido um volume expressivo de prisões. Fruto de um amplo planejamento e total integração das equipes, que vai permanecer”, pontua o delegado geral de Polícia Civil, Leonardo Diniz. Integram a operação policiais da Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI), da Delegacia Geral Adjunta Operacional, sob a coordenação da Delegacia Geral.

O secretário adjunto Operacional da SSP, André Gossain, pontuou a importância do trabalho planejado que, em alguns casos, leva meses até que alcance a autoria. “A polícia trabalha num ciclo que, por vezes, é demorado, mas que surte resultado significativo. Estas mais de 100 prisões são a resposta e vamos manter este modo de operar, conforme determinação da nossa gestão de Segurança Pública”, afirma. O termo Magni é referência ao deus grego de mesmo nome, filho de Thor.

Os mandados cumpridos são de busca, apreensão e prisão, incluindo flagrantes, internação provisória, apreensão de menor infrator, prisão de civis, cumprimento de pena, preventivas e temporárias. Entre as situações, o caso ocorrido em Matinha, dia 9, onde a discussão entre três mulheres resultou em morte de uma delas; em Icatu, a prisão de um homem identificado como ‘Japão’, acusado de mais de 20 homicídios na região, Cachoeira e Primeira Cruz; e em Pedreiras, um suspeito de integrar quadrilha de assaltos a banco. Foram 213 municípios do interior alvos da operação.

 

Prefeitura de São Luís promove neste sábado (13) Dia D Municipal de Vacinação contra Influenza

A Prefeitura de São Luís promove, neste sábado (13), o Dia D Municipal de Vacinação contra a Influenza. A ação de imunização acontece nas unidades de saúde, das 8h às 12h e é coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus). A estratégia da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior visa ampliar o acesso do público-alvo à vacina e é realizada nas mais de 60 unidades de saúde que integram a rede da Prefeitura. A meta é imunizar 254.958 pessoas na capital maranhense até 31 de maio, quando encerra a campanha.

O Dia D Municipal é uma das muitas ações colocadas em prática pela gestão do prefeito Edivaldo para que o público-alvo da campanha seja alcançado. Assim, devem se imunizados, de acordo com o Ministério da Saúde, crianças de seis meses a menores de seis anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), pessoas acima dos 60 anos de idade, trabalhadores da área da saúde, povos indígenas, gestantes, mulheres com até 45 dias após o parto, além da população privada de liberdade, dos funcionários do sistema prisional e das pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis.

“Estamos com as equipes mobilizadas, e o funcionamento extra dos postos de vacinação no Dia D vai contribuir para o alcance da meta, especialmente se contarmos com o empenho do público-alvo”, destacou o secretário municipal de Saúde, Lula Fylho.

A mobilização para o Dia D Municipal é mais uma ação para a melhoria da saúde pública, especialmente na área da atenção básica, contribuindo com os objetivos da campanha nacional que incentiva as pessoas a buscarem a vacina. Durante o sábado (13), será feito um alerta aos pais para conscientizá-los sobre a importância da vacinação da gripe em crianças como o meio de imunização mais eficaz que pode evitar as complicações da doença.

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influeza acontece até o dia 31 de maio. Para ampliar o alcance da ação, além das unidades de saúde, a Semus vai disponibilizar pontos de vacinação em locais públicos. Nos dias 26 e 27 de abril, e em maio (nos dias 3 e 4, 10 e 11, 17 e 18, 24 e 25), a vacina estará disponível nos shoppings Rio Anil (na avenida São Luís Rei de França, Turu), da Ilha (na avenida Daniel de La Touche, Cohama) e São Luís (na avenida Carlos Cunha, Jacarati). Entre as estratégias, também estão previstas ações em escolas da rede municipal de ensino. O ‘Dia D’ nacional será realizado em 4 de maio.

PRESIDENTE THIAGO DIAZ ASSINA CONVÊNIO PARA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO NA SUBSEÇÃO CODÓ

O presidente da OAB Maranhão, Thiago Diaz, ao lado do presidente da Subseção de Codó, Thiago Maciel, e da delegada da Escola Superior da Advocacia (ESA), Suany Corrêa, assinaram, na manhã desta quinta-feira (11), um convênio entre a ESA, a Fundação Delta do Parnaíba (FUNDELTA) e a Faculdade Aldemar Rosado (FAR), através da Assembleia Legislativa do Piauí.

O convênio prevê a criação da 1ª turma de pós-graduação 100% presencial na Subseção de Codó, com o curso de Direito Previdenciário, que já possui 46 advogadas e advogados inscritos.

“Essa primeira medida para o curso de pós-graduação em Codó representa o compromisso firmamos no ano passado com esta Subseção. Queremos que a OAB Maranhão esteja cada dia mais próxima dos advogados e advogadas, oferecendo cursos e serviços que auxiliam na sua militância”, destacou o presidente Thiago Diaz.

“Nós só temos a comemorar esse novo curso que os advogados terão acesso a partir de agora. É o início de muitos outros projetos que, por meio da ESA, pensamos em trazer para nossos colegas em Codó e região”, pontuou Suany Corrêa.

“O presidente Thiago Diaz tem estado sempre compromissado com as Subseções e este convênio é uma prova disso. Temos reivindicações da advocacia local que estão sendo sempre bem recebidas e temos o compromisso da seccional para lutarmos juntos. É um novo momento para a OAB”, relatou Thiago Maciel.

Essa é mais uma das ações de um novo momento em que OAB Maranhão mostra que segue lutando, por meio da ESA, para que as Subseções tenham, cada vez mais, acesso a cursos e capacitações, descentralizando essas ações dos grandes centros.

 

Fórum Permanente do Patrimônio Cultural destaca importância do programa Habitar no Centro

Para falar da importância do programa Habitar no Centro, criado pelo Governo do Maranhão, e também detalhar seus principais impactos para o Centro de São Luís, o secretário de Estado de Cidades e Desenvolvimento Urbano, Rubens Pereira Júnior, esteve, na tarde desta quinta-feira (11), no Fórum Permanente do Patrimônio Cultural, no Convento das Mercês. Oportunidade em que pôde dialogar com diversos moradores e comerciantes da região do Desterro.

Com o objetivo de dar nova vida ao Centro Histórico de São Luís, o Governo do Maranhão criou o programa Habitar no Centro, que visa reformar os casarões de posse do Estado para fins de habitação. As adequações serão feitas por empresas maranhenses, que terão o valor investido revestido em descontos em dívidas de impostos com o governo. O programa é coordenado pela Secretaria das Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid).

O convite para que o representante da Secid participasse Fórum foi feito pelo diretor do Convento das Mercês, Paulo Melo Sousa. “Nosso objetivo é disseminar a discussão sobre os patrimônios culturais materiais e imateriais, e hoje convidamos o secretário Rubens Júnior para falar um pouco mais sobre a iniciativa do Governo do Maranhão, que tem o Desterro como uma de suas áreas de atuação. Temos aqui diversos moradores da região que têm pleno interesse no sucesso do projeto”, destacou Paulo Melo Sousa.

O secretário das Cidades destacou os principais pontos de atuação do programa, que inicialmente irá beneficiar casarões localizados nas imediações da Rua Rio Branco e no Desterro. “Queremos garantir a integração de equipamentos já inaugurados pelo Governo ao longo dos últimos anos na região, reforçando assim melhores condições para que os moradores que já residem na área, além de incentivar que novos moradores sejam trazidos para esses casarões. Claro que após essa primeira etapa iremos pensar na expansão para os demais bairros, mas inicialmente temos que ter esse foco”, ressaltou.

Moradora do Desterro há 50 anos, Maria de Jesus se disse muito feliz em perceber esse cuidado do Governo do Maranhão com a região, e lembrou que por muito tempo o local foi completamente esquecido. “Ações como essa nos fazem sentir valorizados, além de melhorar nossas condições de vida. Essa medida irá trazer mais segurança, investimentos e qualidade de vida para todos nós. Só temos a agradecer ao Governo do Estado e à Secid por esse olhar”, declarou Maria.

Outros Programas

Além do Habitar no Centro, o secretário Rubens Jr. destacou outros programas de responsabilidade da Secid que também contribuem para revitalizar e rehabitar o Centro de São Luís, programas como o Adote um Casarão, que também visa requalificar casarões, mas com fins comerciais; e o programa Cheque Minha Casa, onde são destinados R$ 5 mil em materiais de construção para reforma e adequação de residências.

Câmara entrega título de cidadão ludovicense para secretário Murilo Andrade

O secretário de Estado de Administração Penitenciária, Murilo Andrade de Oliveira, recebeu o título de cidadão de São Luís em uma sessão solene realizada na tarde desta quinta-feira, 11, na Câmara Municipal. O evento foi presidido pelo vereador Nato Júnior (PP) e contou com a participação de representes do Governo do Estado, Prefeitura de São Luís, agentes e servidores da Seap, além de vereadores.

A entrega da honraria foi proposta pelo vereador Paulo Victor (PTC) e teve aprovação dos 31 parlamentares que fazem parte do Legislativo Municipal.

Segundo o autor da proposta, Murilo Andrade merece o título porque ele mudou o sistema penitenciário maranhense para melhor e essa atitude fez com que a cidade saísse do ranking das cidades mais perigosas do mundo.

“Ele prestou um serviço que trouxe crescimento para nossa cidade e nosso estado. Esse trabalho de qualificação é algo que deve ser lembrado. Portanto, nada mais justo do que entregar a maior condecoração do município ao secretário”, disse.

Para Cézar Bombeiro (PSD), o secretário conseguiu deixar o sistema homogêneo. “Até 2014 nós vivíamos um caos no sistema penitenciário que abalou o serviço dos agentes e nossa cidade. Hoje, a gente consegue contabilizar lucros. A classe de trabalhadores penitenciários atua unida porque uma pessoa de boa gestão assumiu a pasta”, afirmou.

O supervisor da Unidade de Saúde do Sistema Penitenciário, Wolff de Andrade, avaliou o trabalho do titular da Seap como positivo. “Ele tem dado apoio na área da saúde e permite que os funcionários tenham condições para realizar um trabalho digno”, frisou.

Para o agora cidadão de São Luís, Murilo Andrade, esse título justifica um trabalho de empenho e resultados positivos a frente de uma pasta tão complicada. “Pretendo junto com a minha equipe continuar melhorando o sistema prisional do Maranhão para que a gente possa sair de vez das páginas de violência, devolvendo pessoas ressocializadas para a sociedade”.

 

Deputado Rigo Teles solicita campus da UFMA em Barra do Corda

Rigo Teles solicita campus da UFMA em Barra do Corda

O deputado Rigo Teles  (PV) destacou o Requerimento de sua autoria, onde propõe a criação de uma Frente Parlamentar em defesa da implantação do campus avançado da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) na cidade de Barra do Corda, na Região Central do Estado.

Rigo pediu que seja formada a Frente para que os deputados estaduais possam ir à Brasília conversar com os três senadores que representam a bancada maranhense: Roberto Rocha (PSDB), Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (PPS). Ele afirmou que a Frente será de grande relevância.

“Nós precisamos ter um campus avançado da UFMA na Região Central, que, geograficamente, está centrada em Barra do Corda. Vamos unir esta Casa e os representantes da bancada maranhense na Câmara e no Senado, para que possamos trabalhar no sentido de implantá-lo”, disse o parlamentar

Rigo Teles lembrou que a Frente será composta por parlamentares de blocos ou partidos e Reitoria da UFMA, além de um representante indicado pelo Governo do Estado, um da FAMEM e outro do Sindicato dos Professores.

Comissão de Direitos Humanos realiza inspeção na Faculdade Pitágoras nesta sexta-feira

Resultado de imagem para faculdade pitagoras em são luís

Dona do título nada honroso de empresa mais reclamada do Maranhão, a Faculdade Pitágoras é o alvo de uma inspeção oficial que será realizada nesta sexta-feira, 12 de abril, pela Comissão de Direitos Humanos e das Minorias da Assembleia e órgãos de defesa do consumidor.

Divulgado pelo Procon, o ranking das empresas mais reclamadas do Estado mostra o Pitágoras como líder em reclamações no ano de 2018. Com cerca de 20 mil alunos em duas unidades em São Luís, a faculdade aparece à frente do Banco do Brasil e da Cemar, empresas com milhares de consumidores.

Filial de uma rede de ensino superior com unidades em todo o Brasil, o Pitágoras em São Luís já acumula vários processos no PROCON e na Defensoria Pública. As principais reclamações registradas pelos alunos dizem respeito à demora no atendimento presencial, falhas no sistema online, não oferta de disciplinas no período correto e a oferta sem aviso prévio de disciplinas na modalidade de ensino a distância (EaD), quando deveriam ser ofertadas na modalidade presencial.

A Comissão de Direitos Humanos pretende averiguar a situação desses serviços, além de obter informações diretamente de alunos e funcionários da instituição de ensino. O deputado Duarte Jr, presidente da comissão, esclarece que, caso a faculdade não regularize os pontos que são alvo de protesto, medidas rígidas devem ser tomadas. “Uma delas é o impedimento de novas matrículas. A mercantilização da educação vai ser combatida com rigor pela comissão nesta ou outra instituição. Assim vamos garantir para os universitários maranhenses a oferta de um ensino de qualidade, focado no aprendizado efetivo e não no simples lucro de uma instituição”, declarou Duarte Jr.