Samu demorou quase 2 horas para socorrer motorista de UBER

O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), gerenciado pela gestão do prefeito Edvaldo Holanda Júnior, demorou quase duas horas pra socorrer o motorista do aplicativo UBER, identificado como Edmilson Pimenta Azevedo, de 54 anos, baleado após uma tentativa  de assalto na noite deste domingo (6), na avenida Camboa, nas proximidades da feira da Liberdade.

Edmilson estava consciente e esperou sentado o serviço de atendimento, quando começou a piorar, a população e motoristas que passavam no momento do ocorrido tentaram prestar socorro mas foram impedidos pelos policiais que estavam no local, inclusive com spray de pimenta.

Pelo relato de quem acompanhou tudo de perto, não há dúvidas de que o motorista do Uber foi vítima de um crime, mas seu falecimento teve a cumplicidade da falha do Estado, seja pela demora do Samu, seja pelos próprios policiais que impediram o socorro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *