Polícia Civil apreende 166 quilos de drogas em São Luís

Polícia Civil, colocada em prática pela
Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), para combate ao
tráfico de drogas no bairro Anjo da Guarda, em São Luís, foram apreendidos 100
kg de maconha que vinha de Mato Grosso e pertencia a uma facção criminosa. A
operação foi realizada e resultou na prisão de Robson
Pereira Amorim, 31 anos; Marcos da Silva Santos, 35 anos; e Márcia Suelen Silva
Costa, 24 anos.
O superintendente da Seic, Tiago Bardal, informou
que, depois de investigações, realizadas pelo Departamento de Combate ao Crime
Organizado, foi possível identificar que Robson Pereira Amorim e Marcos da
Silva Santos estavam repassando drogas em São Luís utilizando um táxi de modelo
Corsa Classic, cor branca, de placa NXB 0216.
O veículo utilizado por eles pertencia a Marcos
Santos. Os dois foram presos quando entregavam quatro quilos de drogas para
Márcia Suelen Silva Costa, na feira do Anjo da Guarda. O restante foi
localizado pela polícia acondicionado em uma geladeira, na residência de Robson
Pereira, na Travessa João Castelo, no Anjo da Guarda. Toda a droga apreendida
foi encaminhada ao Instituto de Criminalística e Medicina Legal (Icrim) para
realização de perícia.
Outras apreensões
Em outra ação, organizada pela Superintendência de
Polícia Civil da Capital (SPCC), por meio da Delegacia de Roubos e Furtos
(DRF), foi apreendido 66 kg de maconha no interior de aparelhos de som no
Terminal Rodoviário de São Luís. A ação foi possível a partir de denúncias
feitas por meio do aplicativo ByZu, da Polícia Civil. O delegado Marcone Matos
disse que as informações indicavam que uma mulher vinha do estado de São Paulo
estaria traficando drogas, acondicionadas em diversos aparelhos eletrônicos. Os
entorpecentes seriam entregues a um adolescente, que foi apreendido durante a
operação policial, que resultou na prisão de Genilson Costa Froes. O homem
pagou um táxi para transporte dos equipamentos com os entorpecentes para o
bairro da Cidade Operária, a droga foi apreendida pela polícia.
O superintendente da SPCC, Armando Pacheco,
destacou o excelente trabalho idealizado pela DRF. “É
a segunda apreensão, somente este mês, realizada pela DRF”, frisou.
A subdelegada-geral de Polícia Civil, Adriana
Amarante, destacou a importância das ações realizadas em conjunto entre a Seic
e DRF. “As equipes estão sempre dando respostas positivas e incansáveis com
seus agentes à população. Parabenizo todos por essa positividade que engrandece
o trabalho da Polícia Civil do Maranhão, além de ser uma resposta de
caráter prático para a sociedade”, disse. Ela, também, ressaltou o
trabalho da perícia maranhense. “Agradeço ainda o trabalho da perícia na
presença do superintendente de Polícia Técnico Cientifica (SPTC), que faz a
execução do trabalho pericial no sentido de manter a concepção da prova
material”, acrescentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *