Polícia prende irmãos arrombadores de caixas eletrônicos

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) apresentou,
durante entrevista realizada nas dependências do Auditório Leofredo Ramos, os
irmãos Lucivaldo Ribeiro, de 24 anos e Lucivando Ribeiro, 21 anos, suspeitos de
participarem de arrombamentos a caixas eletrônicos em diversos municípios do
Estado do Maranhão. As informações são da Polícia Civil.
Na operação coordenada pela Superintendência de
Investigações Criminais (SEIC), empreendida nas cidades de Matinha e Pedro do
Rosário, foram apreendidos dois fuzis calibre 7;62; de uso exclusivo do
Exército Brasileiro, 20 bananas de dinamite, a quantia de 26 mil e duzentos
reais, uma bate bucha, além de material usado para explosão de caixas
eletrônicos.
Durante a coletiva, o titular da SEIC,
delegado Tiago Bardal informou que após investigações foi descoberto que, além
de traficante e homicida, João Batista Silva Mendes, 24, conhecido como
“Escobar”, financiava explosões a caixas eletrônicos para manter a logística da
sua quadrilha em outros delitos. “Depois da prisão dele, descobrimos que ele
tinha uma casa alugada   na cidade de Matinha, onde mantinha os
materiais usados nas explosões. “Fomos nessa madrugada (29) até essa casa onde
encontramos dois fuzis calibre 7;62;20 Bananas de dinamites, uma quantia de 26
e 200 mil reais e cordel detonante”, informou Tiago Bardal.
O delegado acrescentou ainda que os irmãos
Lucivaldo Ribeiro e Lucivando Ribeiro, participaram da explosão ocorrida no
último dia 06 do Terminal Rodoviário da cidade de Nova Olinda, onde eles
atacaram o terminal do Banco do Brasil daquela cidade. Na ocasião; subtraíram a
quantia recuperada hoje durante a ação policial.
O delegado-geral de Polícia Civil, Lawrence Melo,
declarou que a polícia vai trabalhar agora para identificar a origem da
dinamite apreendidas. “Nas nossas investigações descobrimos que eles iriam
praticar outro delito de explosão na agência do Bradesco, no início do outro
mês, também na cidade de Nova Olinda. Nós não só identificamos os seus
respectivos envolvimentos em outros crimes, como também evitamos essa nova
explosão”.

No encerramento da coletiva, o delegado Lawrence
Melo, informou à imprensa que será desenvolvido nos municípios do interior do
estado a terceira fase da “Operação Maranhão mais Seguro” que visa combater a
pratica desse tipo de crimes contra agências bancárias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *