Assembleia Legislativa promove Dia D contra o Aedes aegypti

Conscientização e orientações para os
servidores da Casa. Foi esse o objetivo do Grupo de Esposas de Deputados do
Estado do Maranhão (Gedema), em parceria com a Diretoria de Saúde da
Assembleia, ao promover uma palestra educativa nesta segunda-feira (29), sobre
prevenção e combate ao mosquito Aedes aegypti.
Recentemente, o Núcleo
de Qualidade Ambiental da AL realizou um levantamento nas áreas interna e
externa da Assembleia, em busca de possíveis criadouros do mosquito Aedes.
Todos os materiais, como garrafas plásticas, tampas e vasilhames, que pudessem
vir a servir de foco para a proliferação do mosquito foram recolhidos.
“Nosso setor fez esse
levantamento em busca de potenciais criadouros, justamente para evitar a
proliferação do mosquito no ambiente da Casa e, também, nos arredores. Foi
retirado todo e qualquer material com potencial de criatório. Nós entendemos
que é importante a realização de ações preventivas para evitar danos à saúde
pública tanto dos servidores da Assembleia, quanto da vizinhança”, afirmou
Marcos Henrique Rodrigues Carvalho, chefe do Núcleo de Qualidade Ambiental da
AL.
Nesta segunda-feira,
funcionários responsáveis pela limpeza da Assembleia e administrativo
assistiram a uma palestra educativa, proferida pela superintendente de Epidemiologia
e Controle de Doenças da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Léa Márcia da
Costa, que apresentou dados atuais do panorama de doenças como dengue,
chikungunya e zika, transmitidas pelo mosquito, além de orientações sobre como
erradicar focos e criadouros do Aedes.
“É um enfrentamento que
toda a população precisa estar engajada, estando ciente da dimensão do problema
e das atitudes para combater a proliferação do inseto. Então, trazer essas
informações para dentro da AL é muito importante, pois é fundamental essa troca
de informações e esse diálogo com os funcionários da Casa”, destacou a
superintendente da SES.
Cleide Coutinho,
presidente do Gedema, ressaltou que é preciso levar a sério o combate ao Aedes
aegypti, que tem vitimado milhares de pessoas mundo afora. “O que nós
precisamos é acreditar que é uma doença séria, uma doença grave, que pode levar
à perda de pessoas queridas e que tem acentuado os casos de microcefalia nas
nossas crianças”, completou.
A diretoria de Saúde e
Assistência Social da Casa, Quitéria Farias, frisou que é papel de todos os
servidores se mobilizarem pela campanha. “Estamos aqui para reforçar esse
combate, por meio da educação e da prevenção”, disse.
Para os funcionários que
participaram do momento de conscientização, a partir de agora cada um se
tornará um soldado no combate ao mosquito. “Após receber todas essas
informações, ao sair daqui vou divulgar tudo o que me foi passado e tomar muito
cuidado com a limpeza em geral”, garantiu Vanuza Gomes Cabral, assessora da
Diretoria de Administração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *