Sousa Neto denuncia retirada de tomógrafo do Hospital Macrorregional de Santa Inês

O
deputado Sousa Neto (PTN) questionou hoje (29), durante a sessão, as motivações
da transferência de um tomógrafo do Hospital Macrorregional de Santa Inês para
a cidade de Caxias. A denúncia foi feita por ele ontem, em seu perfil em rede
social.  A operação foi realizada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES)
sob a determinação do Governo do Estado.
O aparelho, de última geração, utilizado na realização de
exames de imagens de elevada complexidade, foi adquirido por meio do Programa
Saúde é Vida, idealizado pela ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) e coordenado
pelo ex-secretário de Estado da Saúde Ricardo Murad (PMDB).
O aparelho encontrava-se dentro do Hospital
Macrorregional de Santa Inês que segundo o deputado encontra-se pronto, mas não
foi inaugurado até o momento. O parlamentar lembrou que já havia alertado, no
início do ano, a intenção do Governo de transferir o aparelho para outra
cidade. “Denunciei aqui, nesta tribuna, em abril, que o aparelho seria retirado
do hospital de Santa Inês antes da sua inauguração. E de nada adiantou. A
perseguição do governador comigo chegou ao limite. Santa Inês de nada vale para
este governador. E atinge pessoas inocentes e que precisam de uma saúde digna.
O Hospital Macro de Caxias não está preparado para funcionar. Está mais
atrasado que o de Santa Inês”, denunciou o parlamentar.
Em resposta aos seus questionamento, o presidente da
Assembleia Legislativa, Humberto Coutinho garantiu que  o Hospital
Macrorregional de Santa Inês será inaugurado ainda este ano e que o aparelho
será substituído.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *