Cecília Leite e Banda Mixtura Fina animam a 1ª edição do Quarta Cultural

Com o objetivo de promover a aproximação dos
servidores e do público em geral com a cultura maranhense, através de atrações
variadas de música, teatro, folclore, poesia, cinema, dança, artes e
fotografia, estreou na tarde desta quarta-feira (30), a primeira edição do
Projeto Quarta Cultural.
A programação teve início com as boas-vindas do
diretor de Comunicação Carlos Alberto Ferreira. Em seguida, a jornalista Elda
Borges, em um bate-papo descontraído, apresentou ao público a intimidade da
cantora maranhense Cecília Leite. Elas conversaram sobre suas influências e
descobertas no mundo musical, participações em projetos especiais de grandes
nomes como Pixinguinha, Chico Buarque e Vinicius de Moraes.
Cecília Leite falou ainda da sua apresentação na
França, dos prêmios que vieram através da música e, claro, sobre o seu novo
trabalho ‘Enquanto a Chuva Passa’, a ser lançado oficialmente sexta-feira, dia
2 de outubro, no Teatro Artur Azevedo.
Paralelo a sua carreira musical, Cecília Leite
contou também sobre como consolida seu trabalho de jornalista e cantora.
Depois, Cecília Leite abrilhantou o palco do Quarta
Cultural ao lado dos seus músicos Jayr Torres e Lui Coimbra, cantando músicas
de Bruno Batista, e Chico Buarque.
A cantora surpreendeu ao público ao convidar um dos
seus músicos, o violoncelista Lui Coimbra para cantar. Ele arrancou aplausos da
plateia interpretando Zeca Baleiro.
Na segunda parte do Quarta Cultural, foi a vez do
Prata da Casa, Luiz Bandeira, mostrar o seu talento com a Banda Mixtura Fina,
que animou ainda mais a tarde de cultura tocando MPB, bolero e brega, de César
Nascimento, Carlinho Veloz, Neném Bragança e Pablo do Arrocha.
PRESENÇAS
Funcionários de diversos setores da Assembleia
Legislativa prestigiaram o evento. O deputado César Pires também esteve
presente e fez uma avalição. “É um momento de interação que precisava acontecer
aqui na Casa. Aqui, iremos descobrir grandes talentos, não só de música, é bem
mais amplo. É o projeto muito bonito que vai ganhar ainda mais corpo com a
presença de todos vocês”, disse.
TRANSMISSÃO AO VIVO
O projeto foi transmitido ao vivo pela Tv e
internet e também irá ao ar todas as quartas-feiras, às 21h, com reprise aos
finais de semana pela TV Assembleia (canal digital aberto 51.2 e 17 TVN).
CECÍLIA LEITE
Seu primeiro disco, lançado em 2005, rendeu à
artista Cecília Leite o prêmio de Melhor Cantora, pela Rádio Universidade FM, o
troféu The Best de Melhor Atração Musical, conferido pelo jornal O Estado do
Maranhão, além de críticas favoráveis nos jornais O Globo, Folha e O Estado de
São Paulo.
Na carreira musical, Cecília participou de projetos
como o Circuito Cultural Banco do Brasil, Projeto Cultural Petrobrás, Projeto
Pixinguinha (Funarte-RJ), percorrendo as capitais do sul e sudeste do país,
entre outros.
Na França, participou do Festival Internacional de
Vozes Femininas do Mundo, em Paris, sendo uma das revelações do festival. A
cantora também já se apresentou em importantes casas noturnas do eixo Rio-São
Paulo, como Sala Baden Powell, Tom Jazz, Bar Brahma, Mistura Fina, Letras e Expressões,
Casa Julieta de Serpa, Horses´Neck Sofitel/RJ.
Com o show Palavra de Mulher (músicas de Chico
Buarque), a artista fez o circuito SESC Rio em 2012 e, em 2013 fez turnê com o
show Por toda a minha vida, em homenagem ao centenário de Vinícius de Moraes, o
que lhe rendeu mais um prêmio de Melhor Atração Artística do Ano, pelo jornal O
Estado do Maranhão, por seu show no teatro Arthur Azevedo em São Luís-MA.
              
Em 2014, Cecília fez temporada no Tom do Leblon, no
Rio, com o show Paris, Bossa’n Jazz. Depois, seguiu para uma temporada de shows
no Selective Art Café Jazz Club, em Paris, França, onde possui um público fiel.
Atualmente, trabalha na divulgação do seu novo CD “Enquanto a Chuva
Passa”, com shows agendados em várias capitais brasileiras que será
lançado depois de amanhã, dia dois de outubro, em grande show no Teatro Arthur
Azevedo..
BANDA MIXTURA FINA
A Mixtura Fina, com X, é famosa na ilha de São Luís
pela variedade de ritmos e, principalmente, pela interpretação de músicas que
relembram o melhor do MPB. A banda é formada pelos amigos Markos Garcêz –
violão e voz, Jeca (conhecido artisticamente como Jeckowski) – percuteria e
pelo prata da Casa, homenageado neste Quarta Cultural, Luiz Bandeira – voz e
violão e assessor parlamentar no Legislativo Maranhense. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *