Deputada apresenta pedido de moção em solidariedade ao Padre Roberto Perez

A deputada Andrea Murad (PMDB) apresentou, nesta terça-feira
(30), um pedido de moção para que a Assembleia Legislativa do Maranhão
solidarize-se com o Padre Roberto Perez, coordenador estadual da Pastoral
Carcerária. Ela criticou a postura do governador Flávio Dino, primeiramente
esplanada pela entidade através de nota sobre a prepotência e descontrole do
governador, e também sobre a sua postagem nas redes sociais acusando o padre de
receber “mensalinho”. A parlamentar também repercutiu a nota de
solidariedade emitida pela Comissão de Justiça e Paz e assinada pelo Dom
Belisário, arcebispo da Arquidiocese de São Luís.
“O padre Roberto Perez cumpria o seu
papel de capelão na penitenciária de Pedrinhas, serviço de assistência
religiosa, garantido pela Constituição Federal e Lei de Execução Penal. O
governador parte para cima do padre, num descontrole absurdo, com aquela sua
postura de juiz autoritário, porque o padre apenas confirmou que ainda há uso
de spray de pimenta, bombas e outros instrumentos de intimidação dentro de
Pedrinhas, além da falta de diálogo entre o secretário e as entidades”,
disse Andrea Murad.
A deputada disse ainda que “Flávio Dino, ao mesmo tempo em que
acusa aqueles que criticam o seu governo, de receber ‘mensalinho’ tenta
implantar o ‘mensalão’ na Assembleia Legislativa através das emendas ou
recursos aos parlamentares”, disse.
“Um Governador não pode jamais ter uma postura
descontrolada como essa. Tenho dito desde o início dessa personalidade doentia
do Governador Flávio Dino, sempre com arrogância, inclusive com os deputados
desta Casa, que estão presos ao governador Flávio Dino que só garante as
emendas parlamentares ou recursos quem reza a sua cartilha. Quem ousou criticar
como fez alguns deputados, ficaram a ver navios.”, disse Andrea Murad.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *