Campanha de Aécio usou dados enganosos de pesquisa em Minas

A
campanha do tucano Aécio Neves usou informações de pesquisa do Veritá
completamente enganosa. Quem confirma é o próprio dono do instituto,  Adriano Silvoni.
A informação infundada era a liderança de Aécio Neves em
Minas Gerais 14 pontos de vantagem sobre Dilma Rousseff (PT). Uma pesquisa
mostrava o tucano com 57% contra 43% da petista. No cenário nacional,
registrado entre os dias 6 e 8 de outubro, ele teria 54,2% dos votos válidos
contra 45,2% de Dilma.
No entanto, Silvoni teria alertado que a pesquisa não era
conclusiva já que, tanto o número de entrevistas quanto os municípios de coleta
de dados foram definidos para retratar a disputa eleitoral no Brasil como um
todo. “Para Minas, foram 561 questionários. Não é confiável”, disse. 
“Eles não podiam usar nesse contexto. Nós avisamos
[…] Usou na garganta. Não representa Minas. Não é o real cenário do
Estado”, confirma o estatístico responsável pelas pesquisas do
Veritá, Leonard de Assis.

O PSDB começou a
divulgar em 6 de outubro, logo após o 1º turno, quando o Veritá conclui uma
pesquisa nacional para presidente com 5.161 entrevistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *