Prefeitura mantém proposta de recuperação do sistema de transporte público

 
A Prefeitura reforçou nesta
quarta-feira, (28), durante a audiência de conciliação do dissídio coletivo de
greve dos rodoviários no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), proposta para
recuperação do sistema de transporte público de São Luís. Entre as medidas da
reestruturação estão a suspensão da domingueira, o combate sistemático do
transporte clandestino e a instalação da biometria facial.

O Procurador do Município, Domerval
Neto, representante da Prefeitura na audiência, confirmou à presidente
substituta do TRT, desembargadora Solange Cordeiro, o empenho do prefeito
Edivaldo em resolver o impasse entre os trabalhadores do sistema e os
empresários, para retomada da rotina da população.  “A Prefeitura descarta
qualquer possibilidade de aumento das tarifas neste momento”, afirmou o
procurador.

Segundo ele, unidas, as três medidas
representam um impacto total de mais de R$ 1,7 milhão no orçamento para os
empresários do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de São Luís
(SET). A este valor seria ainda acrescentada a economia com o combustível, a
partir da redução da alíquota do ICMS de 17% para 7%, apresentada pela
Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra), durante audiências entre
rodoviários e SET no Ministério Público do Trabalho (MPT). 

Uma nova assembleia dos rodoviários está
prevista para esta quinta-feira, às 10h, para reestudo das propostas de
reajuste salarial. 
MESA DE DIÁLOGO

Na última terça-feira (27), os
secretários municipais Rodrigo Marques (Governo) e Canindé Barros (Trânsito e
Transportes) conduziram uma ampla mesa de diálogo com órgãos de interesse para
a reestruturação do sistema. Eles apresentaram o plano de remodelamento, que
inclui a definição do percentual mínimo de cumprimento das viagens programadas,
revisão das ordens de serviços, vistoria semestral e renovação da frota, além
de treinamento do pessoal de operação.

Durante a reunião na SMTT, a Prefeitura
também anunciou para o mês de julho o início das audiências públicas para
discutir com a população o sistema ideal de transporte público. Serão
realizadas ao menos 15 audiências. A previsão é que o processo licitatório
aconteça até janeiro de 2015.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *