Polícia Civil investiga morte de pecuarista em Arame

A Polícia
Civil de Arame e da Regional de Barra do Corda investigam homicídio ocorrido no
município de Arame que vitimou o pecuarista Vilson Guimarães Sousa, conhecido
por O Grande, de 43 anos, ocorrido na noite da última quinta-feira (27), no
povoado Lagoa do Coco, a 50 km da sede da cidade.

De acordo
com as investigações, a vítima estava chegando a um evento político no povoado,
onde encontraria seu irmão, quando foi alvejada por três disparos de arma de
fogo, que o atingiram no ouvido e outros dois na nuca. O “Grande” veio a óbito
ainda no local. Uma grande movimentação de populares se iniciou nas redondezas,
e na confusão, o autor dos disparos teria conseguido empreender fuga.

A Polícia
Civil de Arame já ouviu depoimento de testemunhas, que relataram que o homem
que efetuou os disparos contra o empresário aparentava ter 1,65 e 1,70 metros,
e tinha a pele morena.

Com base
nas apurações, a polícia não aponta como motivação do homicídio o vínculo com
questões políticas. Segundo declarações de alguns parentes, a vítima estava
apenas indo ao encontro do irmão em um comício político, os quais apoiavam como
eleitores.

Um irmão
de Vilson Guimarães, que compareceu à delegacia para prestar um depoimento
preliminar, contou que há alguns dias, na cidade, havia um rapaz perguntando
pelo paradeiro e características do empresário. Ele já teria sido vítima de
três outras tentativas de homicídios na cidade. O último sofrido ocorreu no dia
5 de dezembro do ano passado na própria residência da vítima.

Equipes
das polícias Civil e Militar da cidade estão realizando várias diligências,
buscas e campanas para identificar e localizar o autor dos disparos, a
motivação e possíveis mandantes do crime. Todas as polícias daquela região
foram comunicadas do fato.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *