Polícia suspeita que advogado ‘vazou’ depoimento sobre caso Décio

Depoimento do empresário Gláucio Alencar foi
divulgado na internet.
Polícia vai analisar situação para evitar novas publicações do inquérito

Pela terceira vez
informações sobre o inquérito que apura o assassinato do jornalista Décio Sá
são divulgadas na internet. Na tarde desta sexta-feira (29), mesmo com as
apurações sob sigilo, o depoimento do empresário Gláucio Alencar, suspeito de
ser um dos mandantes do crime, foi publicado na rede mundial. A polícia
acredita que um dos advogados que atuam na defesa do empresário tenha ‘vazado’
cópias do depoimento e que vai analisar as medidas que serão tomadas para
evitar novos casos como esse.

No documento
publicado, o empresário conta sobre sua relação com Fábio Brasil, assassinado
em março, em Teresina, e das postagens publicadas pelo jornalista sobre o
assunto. No entanto, as partes do texto divulgadas não relaciona diretamente o
empresário à morte de Sá. O conteúdo cita ainda os nomes de outros empresários,
um juiz e um deputado estadual.

Nos ‘vazamentos’
anteriores, foram publicados depoimentos de testemunhas do assassinato, em
maio; e do assassino confesso Jonathan Silva, no último dia 18.

 Por contato
telefônico, o delegado Marcos Afonso Júnior disse ao G1, que coordena a comissão
responsável pela elucidação da morte do jornalista Décio Sá, reafirmou o sigilo
nas investigações e que não estaria nem mesmo autorizado a falar sobre o
assunto. Mas ele acredita que o novo ‘vazamento’ tenha sido feito por um dos
advogados do empresário Glaúcio Alencar, que teve acesso ao depoimento. O
delegado disse ainda que a polícia vai analisar a situação para saber que
providências vão tomar em relação às novas publicações na internet.

g1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *