Exército cerca Palácio dos Leões com alambrados de proteção

   
No palácio da Justiça, não há cerca, mas a segurança é feita por homens da Força.
                                                                                                         
                                                                                                        O Imparcial
Palácio dos Leões
O exército reforçou a segurança dos palácios de governos (Leões e La Ravardière) no centro de São Luís com alambrados de proteção. É uma ação preventiva, para evitar danos ao patrimônio público caso hajam manifestações nas das sedes. No palácio da Justiça, não há cerca, mas a segurança é feita por homens da Força.

Nesta tarde, circulou a informação (não confirmada) de que entidades de classe estariam indo em direção ao Palácio dos Leões manifestar contra o governo. A proteção, porém, segundo o comandante Flávio Peregrino, do 24º Batalhão de Caçadores, não tem relação com a suposta ameaça. Segundo ele, não houve nenhuma denúncia de tal movimentação. “É apenas uma medida preventiva”, disse.

A única manifestação que ocorreu nesta tarde, é na frente da Assembleia, onde militares continuam acampados em protesto contra o Governo. Lá, eles se unem a internautas que durante os últimos dias organizaram nas redes sociais movimento contra a gestão da governadora Roseana Sarney.

Sem previsão para acabar
A operação com cerca de 1,3 mil homens da Força Nacional, Marinha, Exército e Aeronáutica continua sem previsão para acabar nas principais vias de São Luís. Atualmente, segundo ele, as ocorrências estão estáveis e a população pode continuar a usar o 190 para acionar as forças. Os telefones da ronda da comunidade, porém, não estão atendendo.

“Nós fizemos uma utilização das viaturas militares, por isso os telefones das rondas não estão funcionando. O Número de ocorrências está estável e não houve aumento nos índices de violência desde o começo da operação Maranhão”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *