Antonio Pereira faz balanço e destaca conquistas para a Região Tocantina

O deputado Antonio Pereira (DEM) declarou nesta quarta-feira (27), ao avaliar o desempenho durante a 1ª Sessão Legislativa da 17ª Legislatura, que seu mandato é do povo do Maranhão, especialmente da população das regiões Tocantina, Sul e Central. O parlamentar destacou que no primeiro semestre desse ano, o governo do Estado tornou realidade notáveis benefícios, frutos de sua luta em defesa da população da região Tocantina, desde o início do primeiro mandato, em 2003.
Para o democrata, sua atuação parlamentar sempre foi marcada por importantes pleitos em benefício da população. Segundo ele, foram protocoladas na Mesa Diretora da Assembleia Legislativa dezenas de projetos de leis, indicações e requerimentos, cobrando de todas as esferas do poder público, melhores condições de vida para o povo maranhense.
Antonio Pereira garante que parte de sua luta parlamentar, concretizada durante no semestre desse ano, foi marcada pela intensa mobilização do governo do Estado para retomar as obras de duplicação da Avenida Pedro Neiva de Santana (interligando João Lisboa a Imperatriz), da construção da nova rodoviária Jackson Lago, e pela instalação do curso de medicina da UFMA na cidade de Imperatriz.
“A governadora Roseana Sarney (PMDB) está de parabéns, por ter determinado a retomada das obras de duplicação da Avenida e da nova rodoviária, e a instalação do serviço de residência médica no Hospital Materno Infantil de Imperatriz. A residência vai possibilitar a implantação do curso de medicina, um antigo sonho do povo das regiões Tocantina e Sul do Maranhão”, afirmou.
O parlamentar ressalta que sua luta para garantir a retomada das obras de duplicação da Avenida “Babaçulândia”, da nova rodoviária, e a instalação do curso de medicina contou, também, com o apoio dos secretários de estado Max Barros (Infraestrutura) e Ricardo Murad (Saúde). Segundo ele, a duplicação beneficiará milhares de pessoas residentes em Imperatriz, João Lisboa, Senador La Rocque, Amarante, Buritirana e Sítio novo.
De acordo com Pereira, a precariedade da antiga rodoviária construída na década de 70, incomodava a população, porque não atendia a demanda. O projeto da nova rodoviária começou a ser feito em 1985, durante o governo Ribamar Fiquene. “Com esses benefícios, a governadora Roseana Sarney demonstrou, mais uma vez, seu compromisso com o povo da região Tocantina”, observa.
SAÚDE PÚBLICA
Antes do recesso parlamentar de julho, Antonio Pereira protocolou indicações na Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, já encaminhadas à governadora Roseana Sarney (PMDB) e ao secretário de estado da saúde, Ricardo Murad, pedindo benefícios no setor de saúde pública para milhares de pessoas residentes em 25 municípios das regiões Tocantina, Sul e Central do Estado do Maranhão.
Antonio pediu a implantação do programa “Rede Cegonha”, do Mistério da Saúde (MS) em Lajeado Novo, Estreito, Porto Franco, Campestre do Maranhão, Vila Nova dos Martírios, Ribamar Fiquene, Edson Lobão, Montes Altos, Davinópolis, Imperatriz, João Lisboa, Senador La Roque, Buritirana, Amarante do Maranhão, Cidelândia, São Pedro da Água Branca, Itinga, Açailândia, Bom Jesus das Selvas, Buriticupu, Presidente Dutra, Dom Pedro e Barra do Corda.
Em outras indicações à governadora Roseana Sarney (PMDB) e ao secretário da saúde Ricardo Murad, Pereira pediu a implantação de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), em Carolina, e um hospital de urgência e emergência, em Estreito. Os dois municípios estão localizados na região Sul do Estado do Maranhão.
EMANCIPAÇÃO POLÍTICA
Na luta para emancipar os novos municípios, Antonio Pereira protocolou na Assembleia Legislativa o pedido de emancipação do Povoado de Lagoa Verde, pertencente a Imperatriz. Lagoa Verde abrange os povoados de Centro Novo, Açaizal, Vila Chico do Rádio, Vila São João, São José do Barra Grande, Água Boa, Cajueiro, Quilômetro 1200, Quilômetro 1700, Riachão do Meio, Vila Conceição I e II e Serra do Cravinho, totalizando mais de oito mil habitantes e quase quatro mil eleitores.
A economia do próspero povoado Lagoa Verde é impulsionada, principalmente, pela pecuária, criação de gado de corte e a produção de leite; agricultura, como grande produtor de banana e abacaxi, além de verdura e legumes que abastecem os povoados e Imperatriz; um pequeno pólo industrial e conta ainda com a subestação de energia da Eletrobrás, a quinta maior do Brasil em abastecimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *