Sarney envia ação contra Requião para a Advocacia Geral do Senado

O presidente do Senado, José Sarney, encaminhou nesta terça-feira (26) ao advogado-geral do Senado, Alberto Cascais, a representação do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal contra o senador Roberto Requião (PMDB-PR).

O sindicato pede que o Senado aplique as sanções de advertência e censura contra o parlamentar por ele ter tomado o gravador do jornalista Victor Boyadjian, da rádio Bandeirantes, quando este o entrevistava em plenário.

Em seu despacho, Sarney pede a manifestação da Advocacia-Geral do Senado. Alberto Cascais disse que ainda não recebeu o processo, e que por isso não sabe ainda seu conteúdo

– Não conheço ainda o teor, não sei em que termos é feita essa representação. Preciso de um prazo para análise, a fim de emitir um parecer jurídico.

Ontem, ao justificar sua postura, Requião admitiu ter “perdido a paciência” com o repórter, que havia questionado o senador sobre a pensão vitalícia que ele recebe como ex-governador do Paraná. De acordo com o parlamentar, havia “nas perguntas doses de provocação.

Foi quando perdi a paciência e peguei o gravador do repórter. Por que o fiz? Para que ele não editasse a entrevista, não a picotasse, não a desfigurasse. Peguei o gravador, copiei a entrevista e a publiquei na íntegra, em minha página na internet.

Requião disse ainda que a sociedade e os parlamentares sofrem bullying da imprensa brasileira, que ele julga como “absolutamente provocadora e irresponsável”. O senador pretende apresentar um projeto que institua o direito de resposta, dispositivo eliminado depois que o Supremo Tribunal Federal anulou a lei de imprensa, em 2009.

– Estou reapresentando o projeto para garantir à parte que se julgar lesada, acesso rápido aos meios de comunicação para o restabelecimento da verdade. A falta de um instrumento como este tem me deixado e a tantos brasileiros impossibilitados de defesa quando vítimas de informações não verdadeiras.

R7

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *