PF deflagra operação contra desvio de R$ 4 milhões no Incra

A Polícia Federal, em ação conjunta com a Controladoria-Geral da União e o Ministério Público Federal, desencadearam nesta sexta-feira (25), 39 mandados de busca de documentos que comprovem indícios de desvio de recursos públicos do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).
Os mandados de busca são cumpridos, segundo a PF, em órgãos públicos e casas de funcionários do Incra. Os desvios investigados teriam o envolvimento de servidores e empreiteiros ligados ao Instituto.
As investigações tiveram início em abril de 2009 e têm como base documentos que apontam os recursos liberados pelo Incra entre 2005 e 2010.
De acordo com o delegado Pedro Roberto Meireles “Nesses cinco anos, foram liberados cerca de R$ 500 milhões durante cinco anos para o Maranhão, destinados à construção de casas em assentamentos. Atuamos por amostragem e investigamos o destino de R$ 15 milhões. Desses, cerca de R$ 4 milhões podem ter sido desviados”.
Os mandados de busca são cumpridos em seis cidades do Maranhão (São Luis, São José de Ribamar, Turiaçu, Pindaré-Mirim, Santa Luzia e Buriticupu). A Operação Donatário, como é chamada, conta com a atuação de 160 policiais federais e 15 analistas da CGU, recrutados do Maranhão, Ceará, Pará, Piauí, Tocantins e Distrito Federal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *